Conheça o Tesouro Direto

Tempo de leitura: 3 minutos

Cada dia que passa, mais investidores são atraídos pelo Tesouro Direto com a finalidade de começar a contribuir para sua carteira de investimentos.

Com o objetivo de atrair mais pessoas para o mercado financeiro, em 2002, o Tesouro Nacional em conjunto com a Bolsa de Valores (B3), criou o programa Tesouro Direto para tornar a venda e compra de títulos públicos do governo federal um processo fácil.

Com muito ou pouco dinheiro, qualquer pessoa pode, facilmente, adquirir um título pelo programa. O mais interessante é que tudo é realizado através da internet.

Antes da criação dessa modalidade de investimento, as pessoas físicas só tinham acesso a títulos, através de fundos de investimento, deixando a modalidade pouco rentável, além da taxa administrativa que era muito alta.

Assim, com a modernização da forma de investir, tudo foi repensado e chegaram a conclusão de que era interessante criar uma forma para pessoas se tornassem pequenos investidores.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS?

-Rende mais que a caderneta de poupança;

-Rentabilidade acima da inflação;

-Liquidez diária (no caso do Tesouro Selic);

-Praticidade no momento de compra e venda; e

-Apesar de não estar coberta pelo FGC, a garantia é oferecida pelo Governo Federal, fazendo dela, um investimento seguro.

Além de atrair um grande número de investidores para o Governo Federal, essa modificação transformou a maneira de captar novos investimentos, possuindo assim mais fontes para financiar suas atividades (igual a um CDB, mas ao invés de emprestar seu dinheiro para o banco, o investidor empresta para o governo e é remunerado por isso).

MAS, AFINAL, COMO COMEÇAR?

O primeiro passo é abrir sua conta em uma corretora de valores, preencher seu perfil de investidor e montar seus objetivos. Para isso, o pessoal da BM Corporate pode te ajudar. Entre em contato e dê o primeiro passo para se tornar um investidor.

QUANTO INVESTIR NO TESOURO DIRETO?

O investidor que decide comprar títulos do Tesouro Direto não precisa pagar o preço cheio. As aplicações pelo programa permitem a compra de títulos fracionados. Por exemplo, 1% do papel, contanto que atinja um valor mínimo de R$ 30,00, tornando-o acessível para todos os bolsos.

E O PRAZO?

No início, há várias dúvidas sobre como funciona a liquidez do recurso investido. Nossos clientes nos perguntam frequentemente como podem efetuar o resgate e também sobre prazos, etc. Para os Títulos do Tesouro Direto, a resposta para a maioria das perguntas é que os papéis oferecem uma ótima liquidez ao investidor, ou seja, ele está disponível para a retirada a qualquer momento (veja sempre a diferença de marcação dos títulos).

Assim, o governo federal recompra os títulos, caso o investidor queira se desfazer dele antes do prazo definido. Por exemplo: Um rapaz comprou títulos para 15 anos e quer se desfazer antes, pois ocorreu um imprevisto. Sem problemas! O governo recompra os títulos e paga o investidor referente a data da retirada, tornando-a viável, pois a taxa marcada no dia da retirada pode ser maior que a contratada (verifique sempre a cotação antes de resgatar nos casos fora o Tesouro Selic).

Com isso, o investimento é ótimo para abranger estratégias de curto, médio e longo prazo. O investidor consegue papéis com o vencimento de 2 até mais de 30 anos!

Lembre-se do princípio de quanto maior o prazo, maior o retorno!

CUSTOS E TRIBUTOS?

Existem alguns tributos sobre a compra de títulos, são eles:

-Taxa de Custódia: é cobrada pela B3 e incide sobre o valor dos títulos, equivalente a 0,3% ao ano e é cobrada semestralmente;

-Taxa de Corretagem: é cobrada pelas corretoras e varia de acordo com a instituição financeira. Hoje em dia a taxa é zero;

– IOF: Imposto sobre Operações Financeiras (no caso de resgates inferiores a 30 dias);

– Imposto de Renda: é obrigatório e sua alíquota varia de acordo com o prazo de investimentos. Abaixo, você encontra a tabela para saber quanto será pago:

Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco!

contato@clinicadoenriquecer.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *